O perigo das bolas de pelo.

O PERIGO DAS BOLAS DE PELOS PARA ROEDORES E COELHOS
 Como os gatos, coelhos, chinchilas e porquinhos da índia fazem sua higiene lambendo-se. E ao fazerem isso acabam engolindo um pouco de pelo.
Quando essa quantidade de pelo ingerido é pequena, esse pelo acaba sendo eliminado nas fezes.
Mas o problema é quando a quantidade é maior.
Os gatos vomitam as bolas de pelos, chamadas de tricobenzoares, se livrando do problema na maioria dos casos. Mas coelhos e roedores não conseguem vomitar e se a  quantidade de pelos for muito grande pode ficar retida no estômago ou intestinos causando um obstrução.
 É possível observar nas fezes quando a quantidade de pelos está maior do que o normal.
Fezes de coelho com pelos
 O pelo fica visível e as fezes podem apresentar formato de gota com fios na ponta. E nos casos de grande quantidade de pelos podem até ficar com formato de colar.

 Esse é um sinal de alerta de que será preciso procurar ajuda veterinária.
 Outros sinais de alerta são falta de apetite, falta de fezes ou fezes muito pequenas.
 Esses sinais podem ser confundidos com outros problemas, mas demonstram que é preciso levar o bichinho rapidamente ao veterinário.
 O diagnóstico é feito palpando o abdoomem  e através de exames de raio-x.
Raio-x de coelho
 Na imagem do raio-x é visível partes mais escuras que são uma grande quantidade de pelos obstruído o sistema digestivo.
 O tratamento é feito com medicação e em casos mais graves é preciso fazer a retirada cirúrgica.
 
Pelos retirados cirurgicamente
 Como Prevenir?
 Escovar a pelagem com frequência para retirar pelos mortos e até tosar o coelho ou porquinho da índia de pelos longos  em época de troca de pelos ajuda a diminuir a ingestão dos pelos ao se lamberem.
 Fornecer feno a vontade, pois o feno é rico em fibras e auxilia no funcionamento intestinal e na formação das fezes facilitando a eliminação dos pelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *