dezembro 10, 2017

GERBIL -REPRODUÇÃO

REPRODUÇÃO

Atenção: Não estimulamos a reprodução caseira. É preciso ter conhecimento, tempo, responsabilidade e condições ideais para reproduzir esses bichinhos. Além da preocupação com a destinação dos filhotes.

Acreditamos que informar é a melhor forma de evitar o sofrimento, a reprodução descontrolada,os maus-tratos e melhorar a qualidade de vida dos animais.

Informações Básicas:

Maturidade sexual: 3 a 4 meses

Gestação: 21 a 30 dias.

Número de filhotes por ninhada: 3 a 9

Desmame: 27 dias

Fêmea reproduz até os 2 anos

Macho reproduz até os 4 anos

Escolhendo o casal 

É importante escolher animais que não tenham parentesco para formar o casal. Nunca se deve acasalar animais consanguíneos para não gerar filhotes com alguma deficiência.

O ideal é que principalmente a fêmea seja jovem porque ela entra na menopausa os dois anos, encerrando sua carreira reprodutiva. Já o macho pode reproduzir até os 4 anos.

Não esqueça de fazer a apresentação de forma correta para evitar brigas.

Outra coisa a ser pensada ao escolher o casal é na genética já que é possível ter ideia das cores possíveis dos filhotes.

 

 

A Reprodução

A fêmea pode ficar grávida a partir de 65 dias de idade se o macho já for fértil. O tempo para que a primeira reprodução ocorra depende muito da adaptação do casal.

Raramente é possível vê-los cruzando.

Para favorecer a reprodução é preciso oferecer alimentação de boa qualidade e uma pequena quantidade de verduras e frutas.

Mantenha o alojamento em local tranquilo pra que eles não se sintam estressados.

 

A Gestação

A gestante costuma ficar menos ativa e só mais perto do final da gestação é possível perceber o crescimento da barriga.

O macho deve ficar com a fêmea durante a gestação, o parto e a amamentação.

Ele irá ajudar a cuidar dos filhotes aquecendo e limpando um por um.

Uma técnica interessante quando não se quer mais a reprodução é substituir a companhia do macho pela de uma fêmea da ninhada anterior acostumada a ficar com a mãe. Ela irá fazer o papel do pai ajudando a mãe a aquecer e limpar a nova cria.

 

 

O Parto

Quando o parto estiver próximo é fácil perceber o crescimento lateral da barriga.

Ao perceber que o parto está próximo faça uma boa higiene do alojamento e não se esqueça de colocar papel pra que possam picar e fazer o ninho.

Geralmente o parto irá acontecer a noite ou de manhã cedo.

A fêmea começa a ficar agitada lambem os genitais e logo é possível ver o primeiro filhote nascendo. O intervalo entre o nascimento de cada filhote é de mais ou menos 5 minutos e nesse tempo ela irá comer a placenta que fira com cada filhote.

É muito importante que ela coma a placenta para repor os nutrientes perdidos e ingerir hormônios que irão ajudar na produção do leite.

Umas 6 a 8 horas após o parto a fêmea costuma entrar novamente no cio e nesse período, que dura em torno de 12 horas é possível ver o casal mais agitado. Os filhotes ficam largados no alojamento e não é raro serem empurrados ou pisados pelos pais.

Só depois de terminado o cio e os acasalamentos é que o casal irá voltar a cuidar dos bebes colocando todos no ninho.

É muito comum que ao presenciar essa cena as pessoas queiram intervir tentando recolocar os filhotes no ninho ou até alimenta-los artificialmente. Mas não se deve fazer nada disso. Eles não irão morrer de fome nesse período e logo que o cio acabar os pais irão voltar a cuidar muito bem deles.

A fêmea não deixara de cuidar dos filhotes se o macho for retirado do alojamento, mas ela ficará mais agitada, estressada e atarefada para cuidar da ninhada sozinha.

 

Os Filhotes

Os bebes nascem sem pelos e com os olhos fechados e são totalmente dependentes dos pais.

Entre 18 e 23 dias começarão a abrir os olhos. É normal que alguns abram os olhos antes dos outros irmãos.

Em torno de 7 dias após a abertura dos olhos é que irão começar a se alimentar com alimentos sólidos e a beber água.

A alimentação será a mesma dos pais e inicialmente eles irão escolher alimentos menores e mais fáceis de mastigar.

Colocar um pouco de alimento no fundo do alojamento é uma forma de facilitar que os filhotes consigam encontra-lo.

A desmama poderá ocorrer naturalmente a partir de 27 a 32 dias. Mas para ter certeza que o filhote está mesmo desmamado é preciso observar se já se alimenta bem sozinho e se consegue beber água no bebedouro normalmente.

 

   Cuidados com o alojamento de reprodução

Escolha alojamentos onde os bebes não possam se ferir, prender as patinhas ou a cabeça e até cair.  Aquários e caixas organizadoras são as melhores opções.

Mantenha o alojamento em local tranquilo, bem arejado e seguro.

Coloque uma boa quantidade de papel higiênico para fazerem o ninho e manterem os bebes aquecidos.

Retire rodas de exercícios e outros acessórios que possam ferir os filhotes quando começarem a se arrastar pelo alojamento.

 

 A Limpeza do alojamento

Ao contrario do que muitos imaginam não é necessário esperar uma semana para fazer a primeira limpeza após o nascimento.

A primeira limpeza pode ser feita a partir de 3 dias após o parto.  Mas é muito importante deixar parte do substrato (forração) e o ninho de papel higiênico para manter o cheiro no local onde estão os filhotes.

 

 

Cuidados com a mãe e os bebes

Os pais não irão matar os filhotes se eles forem tocados, mas só faça isso quando for realmente necessário.

Como são animais muito sensíveis a odores diferentes, não manipule os bebes com as mãos com cheiro de produtos de limpeza, de comida ou de outros animais.

Deixe sempre alimento e bastante água a disposição dos pais. Por serem animais de clima desértico, no caso de faltar água,  instintivamente a mãe pode matar e comer um ou mais filhotes para se hidratar e garantir a produção de leite para os filhotes restantes.

Ofereça água em bebedouros tipo garrafa e não em potes para evitar que ao se arrastarem pelo alojamento os bebes possam acabar caindo no pote e se afogando.

Como está amamentando a mãe necessita de mais cálcio na dieta. Para suprir essa necessidade ofereça alimentos ricos em cálcio desde o inicio da gestação como alfafa, couve, brócolis ou rações que contenham alfafa.

 

Separando os filhotes dos pais

A separação só pode ser feita quando tiver certeza que estão desmamados.

Planeje com quem ficarão juntos e caso resolva formar duplas do mesmo sexo ou até colônias do mesmo sexo já aproveite para desmamar e deixa-los juntos.

Caso a intenção seja que o filhote desmamado fique com outro que não seja seu irmão, faça a apresentação o mais cedo possível. Por volta 45 a 50 dias seria o ideal.

Lembre-se que atingem a maturidade sexual por volta dos 3 meses e caso não se queira a reprodução é necessário separa-los dos pais e em duplas do mesmo sexo antes disso.

 

Dra. Anna Carolina G. Neves

Médica Veterinária

   CRMV 13614

 É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DOS ARTIGOS E IMAGENS PRESENTES NESSE SITE  SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DO AUTOR.