GERBIL - CARACTERÍSTICAS

 

 

EspécieMeriones unguiculatus

Tamanho: 12 centímetros de corpo e 6-12 cm de cauda.

Peso: 52 a 133 gramas.

Expectativa de vida: 3-4 anos.

Consumo diário de alimento: 5 a 8 gramas para 100g de peso.

Consumo diário de água: 4 a 7 ml para 100g de peso.

Temperatura ambiente recomendável: 22 a 23ºC.

Maturidade sexual: com cerca de 10-12 semanas, podendo demorar um pouco mais para iniciar o ciclo reprodutivo.

Período fértil da fêmea: de 4 dias a cada 6 dias.

Duração da gravidez: 21-24 dias

Freqüência de ninhadas: a cada 5-7 semanas, diminuindo à medida que envelhecem.

Número de filhotes: em média 4-6 filhotes por ninhada

São bichinhos muito curiosos. É interessante vê-los em pé sobre as patas traseiras prestando atenção a qualquer som ou movimento diferente. E batem as patas no chão para avisar o resto do grupo sobre algum perigo.

Não tem hábitos noturnos como a maior parte dos roedores. Na verdade são ativos durante o dia e alternam períodos de sono e atividade durante o dia e a noite

Adoram escavar e correr. Roem tudo que encontram pela frente e fazem bastante bagunça no alojamento.

Mas produzem menos fezes e urina do que a maioria dos roedores, o que faz com que não tenham mau cheiro e nem precise de trocas constantes do substrato da gaiola.

São muito dóceis com humanos e raramente mordem. Na verdade preferem fugir do que morder.

São animais sociáveis e por isso não devem ser criados sozinhos ou podem desenvolver problemas de comportamento.

Na natureza vivem em grandes grupos familiares

Devem ser mantidos pelo menos em pares do mesmo sexo.

Ou em comunidades com mais indivíduos desde que tenham espaço suficiente.

Costumam ser agressivos com outros gerbils que não fazem parte do seu grupo familiar. As brigas costumam acabar em morte.

As fêmeas tendem a ser mais agressivas que os machos em relação a outros gerbils.

Para evitar problemas é aconselhável juntar apenas animais bem jovens no mesmo alojamento.

Criam laços familiares fortes e os nascidos na mesma família são reconhecidos, aceitos e protegidos por todos.

Mas é importante nunca separar um gerbil dos outros por mais de 24 horas. Ao ficarem muito tempo separados podem não ser reconhecidos pelos outros e acabarem atacados e mortos ao serem confundidos com um invasor.

Para evitar a reprodução e super população o ideal é formar colônias com animais do mesmo sexo.

O Gerbil e o Olfato

Esse é um sentido muito importante para o Gerbil. É principalmente através do odor que ele reconhece os outros animais de seu grupo e até seu ambiente.

É muito importante lembrar disso ao retirar e recolocar um gerbil em um grupo. Se ele for retirado, passar muito tempo separado do grupo perdendo o cheio característico ou até tendo seu cheio misturado a outro, pode não ser reconhecido e até atacado ao ser reintroduzido ao grupo.

Outra coisa muito incomoda para eles é a limpeza excessiva do alojamento. Apesar de não exalarem odor forte é comum que o tutor faça a higiene com produtos de limpeza que retirem completamente o odor e até deixem perfume, além de retirar todo substrato de uma só vez durante a limpeza.

Isso pode causar desorientação devido ao não reconhecimento dos odores e não é raro desencadear comportamentos agressivos.

 

Siga a Roedores e Coelhos nas mídias sociais

Vamos compartilhar informações e nosso amor por mini pets!