março 23, 2017

COELHO-ALIMENTAÇÃO

ALIMENTAÇÃO

Nem só de cenoura e ração vivem os coelhos.

Os coelhos são herbívoros e necessitam de uma alimentação variada e balanceada para se manterem saudáveis.

 

A DIETA IDEAL PARA O COELHO

Feno a vontade sempre disponível

Capim fresco a vontade

2 colheres das de sopa de ração, 2 vezes ao dia

Verduras diariamente

Legumes 3 a 4 vezes por semana.

Frutas 2 vezes por semana

Alfafa 1 vez por semana para adultos e 2 vezes por semana para gestantes, lactantes e filhotes.

Água fresca a vontade

CARACTERÍSTICAS ALIMENTARES DOS COELHOS

 

Os coelhos possuem um sistema digestivo muito sensível.

Ao contrário do que muitos imaginam esses animais precisam de uma dieta muito variada para terem acesso a todos os nutrientes que necessitam.

Alimentam-se durante todo dia em pequenas quantidades porque seu sistema digestivo está preparado para funcionar continuamente. Por isso ficar sem receber alimento durante muitas horas é prejudicial ao coelho.

Parte dos problemas de saúde dos coelhos está relacionada com a alimentação porque além de nutrir, o alimento também auxilia no desgaste dos dentes evitando problemas de má oclusão.

A flora intestinal desses bichinhos tem grande capacidade de digerir celulose. Por isso a dieta deles precisa ser rica nessa substância que está presente em alimentos como feno e capim. A deficiência de celulose na dieta pode causar problemas no funcionamento do intestino como a estase intestinal que é a parada dos movimentos naturais (peristaltismo) do intestino e que se não tratada com urgência pode levar a morte.

A base da alimentação do coelho é o feno que precisa ser oferecido a vontade diariamente.

Saiba mais sobre a importância do feno: http://roedoresecoelhos.com.br/o-importancia-do-feno-para-roedores-e-coelhos/

 

Os coelhos também devem receber verduras diariamente. Mas nunca em excesso para evitar que a grande quantidade de água presente nas verduras possa causa diarreia.

As frutas devem ser oferecidas em menor quantidade, 2 vezes por semana. Porque além de causar aumento de peso,o açúcar das frutas em excesso causa fermentação e diminui o pH do estomago, atrapalhando a absorção de nutrientes.

A fermentação pode causar gases e dores abdominais fazendo com que o bichinho fique sem se alimentar e em casos mais graves o excesso de gases pode ate causar a morte.

Frutas secas também podem ser oferecidas aos coelhos.

Coelhos são animais muito seletivos. É importante oferecer grande variedade de alimentos a partir dos 3 meses, inclusive marcas diferentes de ração. Essa é uma forma de garantir que quando forem adultos aceitarão todos os alimentos que já experimentaram. Quando são criados recebendo pouca variedade de verduras ou apenas uma marca de ração costumam rejeitar novos alimentos.

Sempre que oferecer um novo alimento, ofereça separado dos outros, principalmente á filhotes, pois assim, se o animalzinho tiver qualquer reação, como diarréia, alergia ou dor abdominal, você irá saber qual alimento causou isso.

O segredo de uma boa alimentação, além de seguir a dieta indicada, é oferecer verduras e legumes variados para que o bichinho receba todos os tipos de nutrientes.

 

Feno:

 O feno nada mais é do que gramíneas ou leguminosas desidratadas. A desidratação retira a água fazendo com que o feno possa ser armazenado sem estragar por muito mais tempo e mantendo seu valor nutricional.

Pode ser misturado a ervas e frutas secas

 O Feno pode ser de Capim ou de Alfafa:

 

Feno de capim: É a base da alimentação dos coelhos e precisa ser oferecido a vontade todos os dias. Os capins mais utilizados para coelhos são o Tifton e o Coast Cross.

É rico em fibras e auxilia no desgaste dos dentes, além de manter o coelho ocupado e reduzir o stress.

Estimula o funcionamento intestinal saudável e ajuda a eliminar bolas de pelo que se ficarem retidas no sistema gastrointestinal podem até mesmo causar a morte do bichinho.

Alfafa: O feno de alfafa também é uma ótima fonte de fibras, mas não pode ser oferecido a vontade, pois tem alto teor de cálcio e proteínas. Em excesso pode causar cálculos urinários. Por isso o ideal é oferecer como petisco 1 vez por semana para coelhos adultos e 2 vezes por semana para filhotes, fêmeas gestantes e amamentando.

A alfafa pode ser encontrada a venda em cubos ou em rama.

 

 

Capim fresco: Tem ótimo valor nutricional e pode ser oferecido diariamente. Mas é importante conhecer a origem do capim para não correr o risco de oferecer um capim contaminado por agrotóxicos. E não se esqueça de higienizar antes de oferecer ao coelho.

Alguns tutores tem dificuldade de encontrar capim fresco, então uma boa opção são os sachet de sementes de gramíneas para roedores. É só planta-las em um pote e quando estiverem crescidas oferecer para o bichinho.

 

 

Rações

Ofereça rações específicas para coelhos. Já existem inúmeras marcas disponíveis no mercado. Inclusive específicas para filhotes.

Opções de ração para filhotes e adultos

 A ração é um complemento da alimentação. E para um coelho adulto podem ser oferecidas em média 2 colheres das de sopa de ração, 2 vezes ao dia.

Ofereça apenas rações específicas para coelhos. E não esqueça de verificar o prazo de validade. A validade das rações para coelhos costuma ser curta.

 

Nunca alimente um coelho apenas com ração.

Rações a granel: Ficam expostas fora da embalagem original fazendo com que além de perder a crocancia e os nutrientes, se deteriore rapidamente. A ração de coelho tem validade curta e não é possível ter certeza da validade se não estiver em um pacote lacrado. Além de correr o risco de estar contaminada por insetos, produtos químicos, bactérias ou fungos.

 

 

Verduras

 As verduras verdes escuras são ricas em fibras e vitaminas e devem ser oferecidas diariamente depois de bem higienizadas. São muito importantes também para auxiliar no desgaste dos dentes.

Legumes

Podem ser oferecidos legumes variados, 3 a 4 vezes por semana. Isso porque os coelhos costumam preferir os legumes e deixar de lado verduras e feno. E caso sejam oferecidos com muita freqüência eles podem não ingerir a quantidade necessária de verduras e feno.

Frutas

 São oferecidas em pequenas quantidades e apenas 2 vezes por semana. Frutas em excesso podem causar desconforto abdominal porque o açúcar presente na fruta pode fermentar formando muito gás no estômago e como coelhos não conseguem eliminar esse gás pela boca, podem ficar sentindo dores e desconforto, fazendo até com que não se alimentem.

 Petiscos

Podem ser dados em pouca quantidade para evitar desbalancear a alimentação e até a obesidade. São ótimos para treinar pequenos truques com os coelhos e até atrair ou ensinar seu bichinho a voltar para o alojamento quando chamado.

Água

Deve ser oferecida a vontade, sempre fresca. Dê preferencia a água filtrada ou mineral pra evitar que o bichinho possa pegar protozoários.

 

 

 

Alimentos Permitidos para Coelhos

 

 Cenoura e rama da cenoura / Couve-flor e folhas

Amora e folhas de amora / Ameixa / Abacaxi / Manga

Abobora / Couve / Repolho / Catalonia / Acelga / Uva

Aipo / Nabo / Beterraba e folhas / Brócolis e folhas

Mamão / Cereja / Banana / Almeirão / Chicória / Melão

Folha de bananeira / Pimentão / Rabanete / Maça / Mamão

Pêssego / Kiwi / Laranja sem casca / Morango / Melancia  

Coentro / Manjericão / Erva-doce / Erva- cidreira / Hortelã

Camomila / Alecrim / Agrião / Abobrinha / Tomate / Escarola

Dente-de-leão / Hibiscus /Couve de Bruxelas / Goiaba / Pera

Milho na espiga / Caqui / Pepino / Uva-Passa / Pitanga

 Acerola / Framboesa / Nectarina / Damasco / Cranberry 

Blueberry / Salsa / Endivia / Menta / Rúcula    

 

Alimentos Proibidos para Coelhos

 

Alface / Batata / Inhame / Alho / Cogumelos / Ervilha / Figo

Abacate / Arroz / Pão / Biscoitos / Doces / Feijão / Cebola

Nozes / Chocolate / Cereais açucarados / Queijo / Vagem

Ração para outros animais / Alimentos industrializados

Leite e derivados / Semente de girassol / Folhas de tomate

Dra. Anna Carolina G. Neves

Médica Veterinária

   CRMV 13614

 É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DOS ARTIGOS E IMAGENS PRESENTES NESSE SITE  SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DO AUTOR.